Autor Tópico: Sugestão: Relançar a Revista do Linux, mas agora, baseada no Mandriva Linux  (Lida 4115 vezes)

Offline Genix Info

  • Membro Jr.
  • **
  • Mensagens: 86
    • Ver perfil
    • Genix Info
A Revista do Linux (http://augustocampos.net/revista-do-linux/), era editada pela a Conectiva (http://stulzer.net/blog/2008/04/11/as-capas-originais-das-primeiras-edicoes-da-revista-do-linux/), e era baseada no Conectiva Linux, eu sugiro o retorno da Revista do Linux, mas agora, baseada no Mandriva Linux, pois é uma forma de divulgar o Mandriva Linux, e também seria mais uma fonte de renda para o Mandriva Linux, e a cada lançamento de uma nova versão, poderia ser lançada uma edição especial da revista, com o CD da versão One ou o DVD de instalação da versão Free, junto com um guia rápido de instalação e uso, que poderá vim na revista.   



O que vocês acham da idéia sugerida?




Falando em revista, eu quero falar sobre o que eu tinha falado no Fórum do openSUSE Linux Brasil (http://www.susebr.org/forum/index.php/topic,6216.0.html), onde agora, eu penso diferente:


"E alguns sites ou usuários desse site, preferem criticar ou fazer boicote a Novell ou ao Mono, ou ainda criticar o openSUSE Linux ou qualquer outra distribuição Linux, um site que antes era considerado o centro do Software Livre no Brasil e que tratava esse assunto de distribuições Linux de forma independente, e que respeitava as distribuições Linux, seja ela qual fosse, hoje ele virou um grande apoiador do Ubuntu Linux, o nome desse site é: BR-Linux.org (http://br-linux.org/), assim como a editora: Linux New Media do Brasil (http://www.linuxnewmedia.com.br/lm/) e as suas revistas que também viraram apoiadores do Ubuntu Linux, mais o certo seria o BR-Linux e a editora Linux New Media do Brasil as suas revistas apoiarem o Linux de uma forma geral (como era antes) e não apenas o Ubuntu Linux.



Nessa hora eu me pergunto, cade a nossa liberdade de expressão no mundo do Software Livre no Brasil?"



Continuação, aqui: http://www.susebr.org/forum/index.php/topic,6216.0.html




Primeiro lugar, nos voltamos a ter a nossa liberdade de expressão de volta no mundo do Software Linux no Brasil, pois eu falei sobre o assunto com o autor e editor do BR-Linux.org (http://br-linux.org/, Augusto Campos), e agora eu vejo que o BR-Linux, não apoia mais Ubuntu Linux e também, não faz mais boicote ou crítica ao openSUSE Linux, Mono, Novell, ou qualquer coisa relacionada a Novell, o BR-Linux.org voltou a ser um site, que trata as distribuições Linux, de uma forma independente, ou seja, sem preferência por nenhuma distribuição Linux, pois o BR-Linux.org agora, fala de vários assuntos e também de várias distribuições Linux, sem focar em determinada distribuição Linux, agora sim, ele voltou a ser um site independente de distribuições Linux, ele voltou a ser um site totalmente independente e Livre assim como o Software Livre, ele voltou a ser o centro e a referência em sites que falam sobre o Software Livre no Brasil. Obrigado Augusto Campos.


Segundo Lugar, eu vejo que a editora Linux New Media do Brasil (http://www.linuxnewmedia.com.br/lm/) e as suas revistas ainda continuam a apoiar o Ubuntu Linux (http://br-linux.org/2010/revistas-sai-easy-linux-entra-ubuntu-user-magazine/). Um dia eles vão acordar e vão ver quem é o Ubuntu Linux (veja, mais sobre o assunto, no Off-Topic a seguir.)









Off-Topic:



Primeiro assunto: É como dizem, o Ubuntu Linux (Canonical) é o sanguessuga do Linux e do Software Livre.



Quem primeiro popularizou o Linux no Brasil, foi a Conectiva Linux, depois veio o Mandriva Linux, depois surgiu o Kurumin Linux, o Ubunbu Linux apenas seguiu a trilha que o Kurumin Linux deixou, mais nessa trilha, já tinham outras distribuições Brasileiras na frente, como as descendentes e não descendentes do Kurumin Linux (http://distrowatch.com/search.php?category=All&origin=Brazil&basedon=All&notbasedon=None&desktop=All&architecture=All&status=Active), e o próprio Mandriva Linux (antes Conectiva Linux, http://distrowatch.com/table.php?distribution=mandriva), agora, tem também o openSUSE Linux, o Fedora Linux, entre outras, que já ficaram conhecidas no Brasil.


Para saber qual a Distribuição Linux no Brasil é a mais ṕopular, faz uma coisa, faz uma conta, o fórum do Ubuntu Linux (Brasil+Portugual, português unificado) em português, tem 50 mil membros, enquanto o fórum do Guia do Hardware.net (mais usado no Brasil), o mesmo usado pelo o Kurumin Linux, tem quase 700 mil usuários, então, nisso, você ver, quem é mais popular, que no caso, é o Kurumin Linux.     


A maioria sabe que o Ubuntu Linux nasceu em 2004, ou seja, o Ubuntu Linux nasceu ontem, ele ainda não contribuiu, nem com 20%, do que empresas mais velhas ou as Distribuições Linux principais, já contribuirão, eu digo contribuição, em desenvolvimento para o Linux e ao Software Livre de um modo geral (pois o Ubuntu Linux, só pensa no seu devolvimento próprio, além é claro, de usar o projeto dos outros e não contribuir (como por exemplo: o Kernel (http://www.mandrivabrasil.org/site/forum/index.php?topic=11644.0), o GNOME (http://br-linux.org/2010/censo-gnome-de-onde-vem-o-codigo/), entre outros.), ou espalhar a fama, de ter criado ferramentas úteis, como o UCC (http://www.mandrivabrasil.org/site/forum/index.php?topic=11703.msg72020#msg72020), o UCC na verdade foi criado de forma independente por um Brasileiro), agora na parte de popularizar o Linux e ao Software Livre de um modo geral no Brasil, já foi feito pelo o Conectiva Linux (atual Mandriva Linux), e também pelo o Kurumin Linux, agora contribuição em desenvolvimento para o Linux e ao Software Livre de um modo geral, foram feitos e são feitos pela a: Mandriva (antes Conectiva), Novell, Red Hat entres outras empresas mais velhas, agora as Distribuições Linux, são as principais: Mandriva Linux (antes Conectiva Linux), openSUSE Linux, Fedora Linux, Slackware Linux, Gentoo Linux e o Debian Linux, essas são as Distribuições Linux principais, as outras Distribuições Linux, se baseiam nas Distribuições Linux principais, é só olhar na linha do tempo (http://futurist.se/gldt/), das Distribuições Linux, e você verá, que é isso o que acontece (http://futurist.se/gldt/wp-content/uploads/gldt1007.png).




Sem contar que tem Brasileiros no Suporte Técnico e no Desenvolvimento (entre outros Brasileiros, que são funcionários) do Mandriva Linux (antes Conectiva Linux), no Brasil.





Segundo assunto: Mais sobre o Conectiva Linux e também, o atual Mandriva Linux (antes Conectiva Linux).



Para saber mais sobre a Conectiva Linux e também, o atual Mandriva Linux (antes Conectiva Linux), veja esses links:




Conectiva Linux (atual Mandriva Linux):   



Conectiva - Wikipedia (Em inglês)

http://en.wikipedia.org/wiki/Conectiva



Conectiva Linux

Rodrigo Stulzer

http://stulzer.net/blog/category/conectiva/



Os primórdios do Conectiva Linux

http://www.comciencia.br/200406/reportagens/18.shtml



Matéria sobre Conectiva Linux no site DistroWatch

http://www.dicas-l.com.br/arquivo/materia_sobre_conectiva_linux_no_site_distrowatch.php



Conectiva Linux 3, 4 e 5: uma viagem nostálgica!

http://www.guiadohardware.net/artigos/conectiva-viagem-nostalgica/



Conectiva Linux 10 chega ao mercado

http://www.idbrasil.gov.br/noticias/198-conectiva-linux-10-chega-ao-mercado


Apostila do Conectiva Linux 10

http://www.noticiaspopulares.info/populares/apostila-linux-conectiva-10.html


Conectiva Linux 10 Final Disponível (FTP/Bittorrent)

http://www.guiadohardware.net/comunidade/linux-conectiva/160722/


Um pouco + de história Mandriva/Conectiva 1997 a 2010

http://www.mandrivabrasil.org/site/forum/index.php?topic=11284.0


Linha do Tempo do Conectiva Linux - Google - 1995 até 2010

http://www.google.com.br/search?q=Conectiva+Linux&hl=pt-BR&sa=X&ei=9VlYTJWLBsGC8gb7raG5Cw&ved=0CF8QpQI&tbs=tl:1,tlul:1995,tluh:2010


Conectiva Linux

http://www.conectiva.com/doc/livros/online/10.0/usuario/pt_BR/ch01s06.html


Conectiva Linux - DistroWatch

http://distrowatch.com/table.php?distribution=conectiva








Mandriva Linux (antes Conectiva Linux):



Mandriva - Wikipedia (Em inglês)

http://en.wikipedia.org/wiki/Mandriva


Mandriva - Wikipédia (Em português)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mandriva


Mandriva Linux - Wikipedia (Em inglês)

http://en.wikipedia.org/wiki/Mandriva_Linux



Mandriva Linux - Wikipédia (Em português)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mandriva_Linux



Um pouco + de história Mandriva/Conectiva 1997 a 2010

http://www.mandrivabrasil.org/site/forum/index.php?topic=11284.0



Linha do Tempo do Mandriva Linux - Google - 2005 até 2010

http://www.google.com.br/search?q=Mandriva+Linux&hl=pt-BR&sa=X&ei=sFpYTIu8OML-8AaVofzfCg&ved=0CFwQpQI&tbs=tl:1,tlul:2005,tluh:2010


Mandriva Linux - DistroWatch

http://distrowatch.com/table.php?distribution=mandriva






E para finalizar eu deixo pra vocês, uma frase do Ednei Pacheco (http://www.guiadohardware.net/artigos/conectiva-viagem-nostalgica/), sobre as Distribuições Linux:


"Em minha vida, cada uma delas (as Distribuições Linux) deixaram histórias para contar, no entanto, poucas teriam um significado tão marcante e especial como a Conectiva."


Mesmo sendo atualmente, um usuário do openSUSE Linux.


Eu também penso da mesma forma, que essa frase.
« Última modificação: 04 de Agosto de 2010, 03:50 por Genix Info »
Genix Info

http://genixinfo.blogspot.com/

Tudo sobre Informática e Tecnologia em Geral.

Offline kidsoeiro

  • Moderador Global
  • Membro Vitalício
  • *****
  • Mensagens: 8.710
    • Ver perfil
Re:Sugestão: Relançar a Revista do Linux, mas agora, baseada no Mandriva Linux
« Resposta #1 Online: 03 de Agosto de 2010, 23:06 »
Eu acho que há uma confusão enorme feita em relação à SuSE, por causa de seus tratados com a Microsoft. Não acho que o tratado em si seja prejudicial, nunca li muita coisa a respeito, mas, acho que pode ser bom, sim. O ruim, se bem me lembro, é que a Microsoft sugeria esses tratados às distros comerciais por ter alegado que o Linux infringe patentes da M$ e, quem concordasse em trabalhar com ela, não haveria retaliações a respeito. A aceitação imediata da Novell criou uma imagem ruim para ela, onde ficaria implícita a infração de patentes, aliás, seria como se fosse uma aceitação dos argumentos da M$ de que o Linux realmente violou patentes da empresa. Me corrija se estiver errado e no que estiver errado, mas, tenho certeza de que não é nada muito distante disso....
Ah, Revista do Linux.... primeira revista dedicada ao sistema no Brasil, até onde eu sei.... 51 números, tive todos eles, aliás, lembro quando comprei o primeiro número... gostava muito, pena que acabou.
Fique com Deus.


Uploaded with ImageShack.us

Offline Genix Info

  • Membro Jr.
  • **
  • Mensagens: 86
    • Ver perfil
    • Genix Info
Re:Sugestão: Relançar a Revista do Linux, mas agora, baseada no Mandriva Linux
« Resposta #2 Online: 03 de Agosto de 2010, 23:20 »
kidsoeiro,

 

Sobre o acordo entre a Novell e a Microsoft, ele beneficia o Linux e ao Software Livre de um modo geral:   


"E sobre o acordo entre a Novell e a Microsoft, a Novell esclarece, qual é o objetivo desse acordo, onde o maior beneficio, tanto para a Novell, tanto para a Microsoft e para o mundo open-source (incluindo o Linux) será a maior interoperabilidade e compatibilidade entre as plataformas Linux e Windows."


"Veja mais, aqui:

"Carta conjunta à comunidade Open Source
Da Novell e da Microsoft

http://www.novell.com/pt-br/linux/microsoft/openletter.html


E tem também o FAQ:

http://www.novell.com/pt-br/linux/microsoft/faq.html


E esse acordo entre a Novell e a Microsoft, não viola, nem a versão 2 ou 3 da licença GNU/GPL, ou seja a Novell vai continuar a trabalhar com Linux, como trabalha até hoje, sem violar nenhuma licença."


Continuação aqui: http://www.mandrivabrasil.org/site/forum/index.php?topic=11703.msg72043#msg72043





E sobre a Revista do Linux, o que você acha dela ser relançada, mas agora, baseada no Mandriva Linux?
« Última modificação: 04 de Agosto de 2010, 03:50 por Genix Info »
Genix Info

http://genixinfo.blogspot.com/

Tudo sobre Informática e Tecnologia em Geral.

Offline MacXi

  • Membro Vitalício
  • *****
  • Mensagens: 1.718
    • Ver perfil
Re:Sugestão: Relançar a Revista do Linux, mas agora, baseada no Mandriva Linux
« Resposta #3 Online: 04 de Agosto de 2010, 03:53 »
Eu acho que há uma confusão enorme feita em relação à SuSE, por causa de seus tratados com a Microsoft. Não acho que o tratado em si seja prejudicial, nunca li muita coisa a respeito, mas, acho que pode ser bom, sim. O ruim, se bem me lembro, é que a Microsoft sugeria esses tratados às distros comerciais por ter alegado que o Linux infringe patentes da M$ e, quem concordasse em trabalhar com ela, não haveria retaliações a respeito. A aceitação imediata da Novell criou uma imagem ruim para ela, onde ficaria implícita a infração de patentes, aliás, seria como se fosse uma aceitação dos argumentos da M$ de que o Linux realmente violou patentes da empresa. Me corrija se estiver errado e no que estiver errado, mas, tenho certeza de que não é nada muito distante disso....
Ah, Revista do Linux.... primeira revista dedicada ao sistema no Brasil, até onde eu sei.... 51 números, tive todos eles, aliás, lembro quando comprei o primeiro número... gostava muito, pena que acabou.
Fique com Deus.

Kidsoeiro,

Considero q esse acordo entre MS e Novell feito em 2006, foi prejudicial para o software livre, principalmente para a Mandriva e para a Canonical que não assinaram acordo com a MS. A Canonical tem seus meios próprios, mas a Mandriva não. Não sei se vou continuar a usar a Mandriva se ela assinar acordo com o MS.  Vou tentar descobrir qual que sobrou.

Esse acordo motivou inclusão de modificações na versão  GPLv3, para prevenir acordos que incluam patentes. Mas tudo isso envolve aspectos contratuais complexos e importantes jogadas estratégicas de controle de mercado.

- Mas isso dividiu o mercado linux em: linux legal (c/ a MS) e linux ilegal (sem a MS)
- A MS deu vários milhões de dolares para Novell, que barateando seus produtos
-  Reforça o valor das patentes e fortalece a MS nas futuras disputas judiciais sobre esse tema.
-  amplia a influência da MS sobre um importante empresa que trabalha com software livre e é detendora do direitos do Unix, justamente numa briga com a SCO:

  • "Em Julho de 2007, Um Juiz da Corte Distrital do estado de Utah, nos Estados Unidos, considerou que a Novell é a proprietária dos direitos do Unix e UnixWare. A sentença refuta os argumentos de quebra de contrato da SCO e significa um duro revés em sua batalha pelos direitos autorais do Unix.(http://pt.wikipedia.org/wiki/Novell_%28empresa%29)

Curiosamente, há a acusação de que a MS tinha dado $ p/ SCO: "Até mesmo que Microsoft havia contribuído com um aporte de US$ 106 milhões que financiaram a SCO durante os primeiros anos". (http://www.guiadohardware.net/noticias/2010-06/sco-sinks.html)

-  são esses acordos e essa grana que vai influenciam no mercado de empresas linux. Com a grana, a MS vai no jogando, dividindo, vai interferindo na mundo linux, vai definindo a sobrevivencia ou fim de determinadas empresas que usam o linux. Esse é o resultado desses acordos.  Bom para algumas empresas.

Isso dividiu as empresas que trabalham com o linux, muito ao gosto da MS. Primeiro a MS usa a SCO para atingir a Novell, e o linux como um todo, depois, a Ms queria atingir a RedHat favorecendo a Novell. A RadHat criticou o acordo de  sua concorrente, mas acabou sendo forçando  a firmar um acordo semelhante em 2007, mas que a RedHat afirma que não inclui patentes.

  • 02/07/2007  10h53m - Red Hat teve reuniões secretas sobre patentes com a Microsoft
    O acordo sobre patentes com a Novell dividiu a comunidade Linux, provavelmente um dos efeitos pelos quais a Microsoft estava torcendo. Ainda que figuras destacadas da comunidade como o Free Software Foundation (FSF) e a Canonical tenham criticado o acordo, companhias de código aberto como a Xandros e a Linspire assinaram.
    (https://totalsecurity.com.br/noticia.php?cod=1893)

Um site (http://techrights.org/faq/) lista alguns aspectos negativos, que se referem a influência que a MS está exercendo nas empresas de software livre.  .

  • Q: Quais são os impactos do acordo Novell / Microsoft em software livre e / ou software de código aberto? Primeiro de tudo, a versão 3 da GPL fechado as brechas e projetos importantes migraram para ele.

    Existem no entanto muitos impactos. Para listar vários os principais:

       1. Se a Novell e a Microsoft começa seu caminho, então, metaforicamente falando, GNU / Linux será cada vez mais pressionados  essencialmente a ser comercializado como uma máquina de hóspedes (em execução no Windows),
       2. Microsoft formatos e protocolos, alguns dos quais estão cobertos por patentes de software, receber prioridade, prioridade, a prevalência e na promoção da Novell.
       3. Microsoft cria fluxos de receitas, em detrimento daqueles que construir, manter, apoiar e distribuir software livre. Isto não só impede os desenvolvedores, mas também faz o software livre uma opção menos atraente, com base no custo. Ela impede a adopção de número um concorrente da Microsoft (de acordo com o CEO da Microsoft).
       4. Ela se divide em duas classes Linux; por um lado, temos 'legal' GNU / Linux (só uma noção percebida alimentada por ameaças de ações) e "ilegal" GNU / Linux, que é "não licenciadas". Isto levanta tensões e não é saudável para o ecossistema, que é suposto a prosperar em partilha de código. Um recente anúncio de uma estratégia predatória contra a Red Hat é um exemplo oportuno do que isso.

Michael Tiemann, do Open Source Iniciative, também altera para os apectos negativos do acordo, no  texto "Microsoft + Novell = Monopoly 2.0?"  - Thu, 2008-08-21 14:58 — Michael Tiemann.  Ele alerta que, dentre outras coisas, que "Com esta subscrição de Linux pela Microsoft, a Novell é capaz de vender seu software Linux a preços altamente vantajosos. (http://www.opensource.org/node/363)

A "Carta Conjunta à Comunidade Opensource" que imagino que seja de 2006, (http://www.novell.com/pt-br/linux/microsoft/openletter.html) feito pela Novell e pela MS esclarece que o acordo foi feito para dar cobertura de patentes:

  • "Cobertura de patentes:
        * A preocupação com a violação de patentes em potencial faz com que algumas pessoas não se sintam confiantes em distribuir tecnologias de código-fonte aberto.
        * Para isso, a Novell e a Microsoft estão fazendo um pacto com os clientes da parte contrária e, assim, liberando-se mutuamente quanto a seus portfólios de patentes.
        * O que isso realmente significa é que os clientes que distribuírem tecnologias da Novell e da Microsoft não precisarão mais temer possíveis processos judiciais ou violações de patentes dessas empresas.

A  Canonical é contra o acordo com a MS. A Mandriva desde 2007 diz que é contra também

  • Em 2007  a  Mandriva descarta acordo com Microsoft  - Sexta-feira, 22 de junho de 2007 - 15h56

    SÃO PAULO - A Mandriva descartou fazer acordos com a MS e afirmou que o Linux não pode ser acusado de copiar tecnologias.

    “Desde que Novell, Xandros e Linspire anunciaram parcerias com a Microsoft há muitos rumores de que a Mandriva será a próxima a fechar um acordo. Então, quero esclarecer a posição de nossa empresa sobre isso”, escreveu o CEO mundial da empresa, François
    Bancilhon, no blog corporativo da Mandriva.

    De acordo com Bancilhon, a decisão da Mandriva em não aderir à Microsoft se deve a dois fatores. Primeiro, a empresa não vê vantagens em fazer acordos baseados em patentes.

    Segundo porque não vê nenhum risco em ver distribuições Linux sendo condenadas por copiar tecnologias da Microsoft.

    “Nós apoiamos todos os esforços para interoperabilidade e eu acho um avanço tudo o que possa colaborar para o melhor funcionamento de tecnologias Windows e Linux. No entanto, não acreditamos que colocar patentes nesta questão vá ajudar a indústria de software. Na nossa opinião, patentes são contra-produtivas para o setor”, disse Bancilhon.

    “Como em qualquer democracia, acreditamos que as pessoas são inocentes até que alguém apresente prova em contrário. Então, nós continuaremos a trabalhar de boa fé”, escreveu.

    Bancilhon refere-se às acusações da Microsoft de que as distribuições Linux copiam tecnologias da MS. Em vários momentos, a Microsoft insinuou que poderia processar empresas que usam Linux, por infração de patentes.
    (http://info.abril.com.br/aberto/infonews/062007/22062007-8.shl)

Isso tem repercutido duramente no mercado de software livre, principalmente nos projetos que lidam com a interoperabilidade com o win como o samba:

  • "O Samba adotou a versão 3 da GPL em 2007. Um efeito da nova licença é que revendedores do Samba estão proibidos de participarem de novos acordos de licença de patentes que cubram o Samba, como o controverso acordo de patentes da Novell com a Microsoft de 2006. A mudança de licença do Samba não afeta a Novell, cujo contrato é anterior à data de corte da GPLv3, mas de acordo com o site do Samba, "acordos de patentes realizados após o dia 28 de março de 2007 são explicitamente incompatíveis com a licença se forem considerados "discriminatórios" sob a seção 11 da GPLv3."(http://www.guiadohardware.net/artigos/samba-active-directory/)

  • A GPLv3 tem uma cláusula de "retaliação" patente? (http://www.gnu.org/licenses/gpl-faq.html#v3PatentRetaliation) Com efeito, sim. Seção 10 proíbe as pessoas que transmitem o software de arquivamento litigação de patentes contra outros licenciados. Se alguém fez isso de qualquer maneira, o ponto 8 explica como eles perderiam a licença e as licenças de patentes que o acompanhou.

Em 2007, a Turbolinux tb assina acordo com a MS:

é um rumo bem complicado...


« Última modificação: 04 de Agosto de 2010, 04:10 por MacXi »

Offline Genix Info

  • Membro Jr.
  • **
  • Mensagens: 86
    • Ver perfil
    • Genix Info
Re:Sugestão: Relançar a Revista do Linux, mas agora, baseada no Mandriva Linux
« Resposta #4 Online: 04 de Agosto de 2010, 04:15 »
MacXi ,



A GPLv 2 ou 3, não interfere em nada, no acordo feito entre a Novell e a Microsoft (http://www.novell.com/prblogs/?p=363).

E como eu falei antes:

Sobre o acordo entre a Novell e a Microsoft, ele beneficia o Linux e ao Software Livre de um modo geral:


"E sobre o acordo entre a Novell e a Microsoft, a Novell esclarece, qual é o objetivo desse acordo, onde o maior beneficio, tanto para a Novell, tanto para a Microsoft e para o mundo open-source (incluindo o Linux) será a maior interoperabilidade e compatibilidade entre as plataformas Linux e Windows."


Continuação aqui: http://www.mandrivabrasil.org/site/forum/index.php?topic=11703.msg72043#msg72043



Por exemplo: O Go-oo e o Mono, são desenvolvidos pela a Novell com o apoio da comunidade, mais esses projetos, entres outros, beneficiam o Linux e ao Software Livre de um modo geral.




Sobre a Mandriva falar sobre o assunto, eu até aceito. Mais a Canonical, com que Canonical contribui para o Linux e para o Software Livre? (veja o que eu falei antes).
« Última modificação: 04 de Agosto de 2010, 05:31 por Genix Info »
Genix Info

http://genixinfo.blogspot.com/

Tudo sobre Informática e Tecnologia em Geral.

Offline kidsoeiro

  • Moderador Global
  • Membro Vitalício
  • *****
  • Mensagens: 8.710
    • Ver perfil
Re:Sugestão: Relançar a Revista do Linux, mas agora, baseada no Mandriva Linux
« Resposta #5 Online: 04 de Agosto de 2010, 10:36 »
Gente, novamente: eu acho que houveram vantagens, sim, no acordo entre a Novell e a M$. O problema não foi o acordo em si. O problema é que, quem assinou o acordo, até onde eu sei, reconheceu que o Linux infringia certas patentes, o que, até onde eu continuo sabendo, NUNCA foi provado até hoje. Então, a Novell, na minha opinião, simplesmente agiu como criança medrosa diante da M$, só isso.
Fiquem com Deus.


Uploaded with ImageShack.us

monstro

  • Visitante
Re:Sugestão: Relançar a Revista do Linux, mas agora, baseada no Mandriva Linux
« Resposta #6 Online: 06 de Agosto de 2010, 17:24 »
Temos a Linux Magazine e a UBUNTU USER! ;)

Offline guimesmo

  • Membro Vitalício
  • *****
  • Mensagens: 1.836
    • Ver perfil
    • Blog do Guimesmo
Re:Sugestão: Relançar a Revista do Linux, mas agora, baseada no Mandriva Linux
« Resposta #7 Online: 06 de Agosto de 2010, 19:06 »
Genix Info... cara, eu prometi pra mim mesmo que vou ter coragem de ler um tópico desses inteiro um dia :P

Uma revista Linux que não fosse ubuntu seria muito bom... Mas quem ouvirá essa prece?
Linux Desktop. Eu vivo isso.

nosXw

  • Visitante
Re:Sugestão: Relançar a Revista do Linux, mas agora, baseada no Mandriva Linux
« Resposta #8 Online: 06 de Agosto de 2010, 19:55 »
Genix Info... cara, eu prometi pra mim mesmo que vou ter coragem de ler um tópico desses inteiro um dia :P

Uma revista Linux que não fosse ubuntu seria muito bom... Mas quem ouvirá essa prece?
Eu faço o resumo pra vc.
Citar
A Revista do Linux (http://augustocampos.net/revista-do-linux/), era editada pela a Conectiva
eu sugiro o retorno da Revista do Linux, mas agora, baseada no Mandriva Linux, pois é uma forma de divulgar o Mandriva Linux

Offline guimesmo

  • Membro Vitalício
  • *****
  • Mensagens: 1.836
    • Ver perfil
    • Blog do Guimesmo
Re:Sugestão: Relançar a Revista do Linux, mas agora, baseada no Mandriva Linux
« Resposta #9 Online: 07 de Agosto de 2010, 12:23 »
Genix Info... cara, eu prometi pra mim mesmo que vou ter coragem de ler um tópico desses inteiro um dia :P

Uma revista Linux que não fosse ubuntu seria muito bom... Mas quem ouvirá essa prece?
Eu faço o resumo pra vc.
Citar
A Revista do Linux (http://augustocampos.net/revista-do-linux/), era editada pela a Conectiva
eu sugiro o retorno da Revista do Linux, mas agora, baseada no Mandriva Linux, pois é uma forma de divulgar o Mandriva Linux


husahsuahsua

Valeu!
Linux Desktop. Eu vivo isso.